P R O J E T O      R E C I C L A G E M

 

Introdução

 

             O estilo do desenvolvimento econômico atual estimula o desperdício, e o apelo ao consumo multiplica a extração de recursos naturais: embalagens sofisticadas e produtos descartáveis não recicláveis ou que não são biodegradáveis aumentam a quantidade de lixo no meio ambiente. O lixo só se torna lixo quando descartado e abandonado em lugares inadequados e sem tratamento específico, prejudicando a atmosfera, o solo e a água.

            Por outro lado, o homem é o único animal capaz de evitar a destruição do meio, visando a sua preservação tanto para si como para as demais espécies vivas. Através de pesquisas, troca de informações e reflexão, o homem formará uma nova mentalidade, sendo então capaz de trabalhar efetivamente na busca de soluções para os problemas atuais e futuros.

            É necessário tratar o lixo adequadamente, para que não prejudique o ambiente  e uma das maneiras mais corretas é a reciclagem, que representa uma grande economia e evita o acúmulo de detritos nas zonas rurais e urbanas, impedindo a poluição do solo, das águas, do ar e a transmissão de doenças.

            A reciclagem devolve o material usado ao ciclo da produção, poupando  todo o percurso dos insumos virgens, com enormes vantagens econômicas e ambientais, devendo ser aplicada, pois o homem é responsável por tudo aquilo que constrói desnecessariamente.

            Este projeto tem como objetivo principal conscientizar alunos e comunidade quanto à produção, coleta e destinos do lixo, e o quanto pode afetar o homem e o meio ambiente.

 

PROJETO RECICLANDO O FUTURO

 

Problematização: O que é lixo, o que fazer com ele? Para onde vai o meu lixo?  Pode ser reaproveitado? Porque reciclar e porque se preocupar com recursos naturais esgotáveis (ex: o petróleo acaba e a garrafa pet é feita dele).

 

Justificativa: Percebendo a escola, como instrumento fundamental à formação de um cidadão consciente a respeito da posição do homem na natureza, que se inicia individualmente, através de ações locais, direcionando-se para ações globais.

 

Objetivos: Sensibilizar a comunidade escolar e o seu entorno, através da informação, para a importância da redução dos resíduos sólidos e a correta destinação dos mesmos.

            Possibilitar o  processo de construção do conhecimento, garantindo a ampliação e a qualidade de informação.

            Alertar e conscientizar as crianças quanto à preservação do meio ambiente.

            Caracterizar o que é lixo, materiais recicláveis e processo de tratamento de alguns materiais, reutilizando bens de consumo.

            Saber o destino do lixo e compreender a sua importância para a promoção e manutenção da saúde, identificar a periculosidade do lixo.

            Conhecer técnicas de reciclagem, repensando o hábito de “jogar fora”.

            Organizar e registrar informações por meio de cartazes e folhetos, etc.

 

Conteúdo:

- O que é lixo.

- Separação de material e coleta seletiva.

- Estudo do meio.

- Destino do lixo.

- Os 4 Rs: Reduzir, Reutilizar, Reciclar, Repensar.

- Lixo, saúde e qualidade de vida.

- Reciclagem do lixo.

 

Metodologia:

- Pesquisar com professores, pais e alunos, qual o conceito que eles tem em relação ao lixo.

- Atividade de classificação dos materiais recicláveis.

- Vantagens de coleta seletiva e seleção de materiais.

- Exposição do conceito da reciclagem do lixo.

- Conscientização dos alunos sobre a quantidade de vida, através de textos e atividades, na busca do desenvolvimento integral do mesmo.

 

Atividades:

 

1a aula: Círculo de conversa sobre o meio ambiente, o lixo no lixo.

2a aula: Montagem de painel sobre o meio ambiente com revista, cola, tesoura e cartolina ou papel craft, retratando um ambiente de preservação natural e outro de poluição.

3a aula: Confecção dos latões coloridos para separação do lixo com isopor, tinta, pincel, cola de silicone e saco de lixo (possibilidade do fornecimento de contêineres pela prefeitura ou aquisição com recursos da instituição). Conceito de reciclagem, como acontece? Aula expositiva sobre o caminho de latas de alumínio para reciclagem. Confecção de uma mascote símbolo do nosso projeto feito com latinhas de alumínio (um cachorro).

4a aula: Brincadeira com o lixo na cor certa. Trabalhar a classificação do lixo coletado ao final de todos os intervalos para lanche. Considerar-se que  o lixo muitas vezes não é coletado adequadamente. A maioria vai misturada para o caminhão de lixo. Onde o caminhão deposita esse lixo? Quais os tipos de lixo? (domiciliar, hospitalar, industrial)>

5a aula: Propor aos alunos a coleta e separação do lixo de casa e a arrecadação de latinhas de alumínio e garrafas pet para venda revertida em benefícios para eles mesmos na instituição. Conscientizar sobre a importância dos catadores de lixo.

6a aula: Exposição da história “Saci e a reciclagem do lixo”.

7a aula: Recontagem da história do Saci pelas crianças, porém transferindo esta situação para o nosso meio, desenvolvendo um álbum seriado em que o professor será o escriba ou até os alunos do pré – primário se houver capacidade. A ilustração do álbum será de autoria de todos os alunos.

8a aula: Oficina de sucata (porta – lápis de latinhas de lixo).

9a aula: Destino do lixo – aterros e lixões – saúde e qualidade de vida. Montagem de maquetes uma representando uma cidade sem conscientização do manuseio do lixo e preservação do meio ambiente (suja, sem latas de lixo pelas ruas, sem árvores, muitos prédios, lixões com todo tipo de material misturado a céu aberto), e  outra limpa com coleta seletiva, usina de compostagem, muitas árvores, utilização inteligente do espaço.

10a aula: Fazer uma breve redação nos mesmos moldes da 7a aula, inserindo-a em um cartaz sobre o problema do lixo nas ruas, sujando, entupindo bueiros e causando enchentes, trazendo insetos e doenças. Pedir que os alunos proponham soluções para a resolução do problema.

11a aula: Conceito dos 4 Rs. O que podemos fazer para praticar este conceito, economizando e melhorando a qualidade de  vida de nossa família. O que pode ser reutilizado e o que não pode. Fazer um cartaz a respeito disto.

12a aula: Comida reciclada – culinária envolvendo o reaproveitamento de cascas de legumes e frutas (bolo de casca de laranja, banana, suco de casca de abacaxi, torta de casca de legumes etc.). Pesquisar receitas desse tipo com a família e confeccionar um livro de receitas.

Aula final: Apresentação de vídeo e discussão do que foi trabalhado durante o projeto em comparação ao exposto no vídeo. Entrega de crachás de fiscais do lixo. 

 

Recursos humanos:

- Comunidade escolar.

 

Recursos Metodológicos:

- Material para campanhas educativas (papel, impressão, cartazes, painéis, cola, tesoura, tinta, pincel, gizão, lápis de cor, canetas hidrocor, pincéis atômicos, materiais de reciclagem – sucatas);

- Recipientes para acondicionamento da coleta seletiva, sacos de lixo;

- Fita de vídeo, televisão, vídeo cassete;

- Textos, jornais e revistas, computador;

- Pistola e refil de cola siliconada;

- Ingredientes para atividade culinária.

 

Recursos financeiros:

- Verbas oriundas de eventos realizados na escola.

- Arrecadação da venda de latas de alumínio e garrafas Pet.

 

Clientela e duração:

- O projeto foi elaborado para atender os conteúdos da educação infantil, abrangendo as séries: Mini - maternal, Maternal, Jardim I e II, e Pré – primário.

- Duração: 1o semestre, podendo ser estendido de acordo com a evolução da abordagem do assunto nas diversas áreas do conhecimento, em virtude da aprendizagem dos alunos.

 

Avaliação: 

- Observação contínua da participação e envolvimento dos alunos e comunidade escolar nas atividades.

- Análise das observações através de registros escritos dos resultados.

- Revisão das atividades previstas a partir dos resultados obtidos.

 

Resultados:

- Aquisição de conceitos sobre meio – ambiente e sobre o lixo (origem manejo, destino final).

- Conhecimento dos problemas ambientais e da influência destes, na vida cotidiana.

- Mudança de hábitos, através da introdução dos 4 Rs, no modo de pensar sobre o lixo, o consumo e o desperdício.

- Organização da comunidade em busca de soluções para seus problemas ambientais.

 

Meio ambiente: quem vive nele e como cuidar.

 

            Nós vivemos no meio ambiente, e precisamos cuidar dele. Fazemos isso principalmente respeitando-o, não jogando lixo no chão, pois lugar de lixo é no lixo e não na rua.

            Você já parou para pensar se jogássemos todo o lixo da sua casa no chão da sua sala, como ia ficar?

            Ficaria sujo, com um cheiro ruim, e depois de um tempo apareceriam moscas, ratos, baratas, que são animais transmissores de doenças.

            Acontece o mesmo com o ambiente, por isso sempre que comermos uma bala ou um salgadinho, temos que jogar o papel no lixo.

            Existe um lugar onde os lixeiros levam nosso lixo, chamado LIXÃO.

            Nestes lugares as montanhas de lixo ficam a céu aberto, liberando gazes mau – cheirosos, infestando o ambiente com animais nocivos e poluindo a terra, o ar e a água. Uma pequena parte é proveniente da coleta seletiva.

            A maioria do lixo vem misturada com todo tipo de material e lá, na usina de lixo, os funcionários usam máscaras, luvas e roupas especiais para separar o lixo com as mãos, o que pode ser reutilizado e o que não pode.

            Nós podemos ajudá-los fazendo a coleta seletiva e conscientizando cada vez mais pessoas a fazê-la.

            A reciclagem ajuda o meio ambiente, pois além de juntar menos lixo no lixões, ocupa-se menos espaço, preserva-se os recursos naturais (material tirado da natureza – ex: árvores derrubadas para fazer papel), diminui a poluição do meio ambiente, melhora a limpeza da cidade e diminui o desperdício.

 

Reciclagem: Afinal, o que é exatamente reciclar?

 

Reciclar é fazer um produto que pode ser usado novamente, passar por vários processos para fazer um material que poderá ser utilizado não necessariamente na mesma forma.

            Em média 30% do peso do lixo é de materiais que poderiam ser recicláveis.

            Os papéis que são reciclados podem ser transformados em cartões, cartolinas, embalagens, papéis sanitários etc.

            O plástico se transforma em garrafas pet, sacos de lixo, copos descartáveis, condutores para fios, frascos de detergente.

            O vidro pode se transformar em copos.

            O metal se transforma em latas de refrigerante, panelas, fios elétricos, portões, fogões, geladeiras etc.

 

Lixo: Para onde vai?

           

            LIX™ES: grande aterros ou áreas alagadas a céu aberto, onde os resíduos são despejados. Mas isso coloca em risco a saúde da população, poluindo o solo, a água e o ar.

            ATERROS SANITÁRIOS: os resíduos são compactados e cobertos com terra.  Existe tratamento de gases e líquidos produzidos pelo lixo e controle de animais transmissores de doenças. Não há reciclagem de vários materiais.

            INCINERA€ŽO: os resíduos são queimados em altas temperaturas e transformados em cinzas. Reduz o volume de resíduos.  higiênico e apropriado, principalmente para o lixo hospitalar. A fumaça polui o ar.

            COMPOSTAGEM: são lugares onde sobras de comida, restos de podas de árvores e esterco animal, são transformados em adubo. Reduz o volume de resíduos. O processo é lento e elimina gases mal – cheirosos.

            RECICLAGEM: o material é reaproveitado passando por um processo de transformação e retornando ao ciclo produtivo. Tem diminuição dos problemas ambientais (menos poluição menos gastos com água e energia).

 

Processo de reciclagem

 

            Papel: o processo começa com um banho de detergentes e solventes para retirar a tinta. O papel é transformado numa pasta. As impurezas são retiradas com uma série de lavagens. Depois a pasta é misturada com o cloro, que a torna branca.

            Metal: as latinhas de alumínio são prensadas e misturadas em fornos com o metal bruto.

            Vidro: para que os copos sejam transformados em novos copos, garrafas e embalagens, precisam ser triturados e moídos. O material reciclado pode compor materiais de construção. Os únicos vidros que não podem ser reciclados dessa forma são os espelhos e as lâmpadas, porque a sua composição química não permite esse processo.

            Plásticos: a reciclagem do plástico é muito simples. São cortados em pequenos pedaços e derretidos junto com resina de petróleo.

 

Separação de Material e Coleta Seletiva

 

            As vantagens da coleta seletiva de lixo independem do retorno financeiro que possam dar, as maiores vantagens são de ordem social e ambiental, tais como: economia dos recursos naturais, aumento da vida útil dos aterros sanitários e geração de empregos.

            A seleção dos materiais ocorre  através da separação por tipo de material.

            Podem ser separados plásticos, papéis, vidros e metais. Para tal, existe um código de cores para identificar os materiais recicláveis conforme o padrão.

 

- Amarelo: identifica  metais, como o alumínio, latas de conservas e sucatas em geral.

- Azul: identifica papéis, incluindo todas as modalidades de papel e de papelão, cartolinas, jornais, revistas e embalagens.

- Vermelho:  identifica  plásticos, como os plásticos duros, potes, sacos, garrafas de refrigerantes, etc.

- Verde: identifica os vidros, como garrafas, frascos, potes, cacos e recipientes em geral.

- Marrom: identifica os materiais orgânicos, como cascas de frutas, restos de alimentos, etc.

 

Os contêineres devem estar em local de fácil acesso e protegidos da chuva.

Os materiais não recicláveis devem ser destinados à coleta domiciliar regular.

 

Os 4Rs: Reduzir, Reutilizar, Reciclar, Repensar

 

Reduzir: A redução é feita quando paramos e nos perguntamos o que nos realmente é necessário e o que nos é supérfluo. Devemos adotar uma atitude reflexiva e crítica com relação ao que a mídia nos impõe e às pressões da moda e vaidade. Repensar os hábitos de consumo é o início para uma melhora na qualidade de vida.

 

            Reutilizar: Devemos prestar atenção no nosso dia – a – dia, quantos materiais são lançados fora quando poderíamos estar reaproveitando.

 

            Reciclar: Reciclar é o processar de materiais usados par a fabricação de novos bens de consumo. A reciclagem de materiais é importante sob os aspectos ambientais, sanitários, sociais, econômicos, pedagógicos e políticos.

            Com a reciclagem, os materiais que chamamos de lixo, na verdade, tornam-se matérias – primas para a confecção de novos produtos. Os produtos recicláveis são: papel, plástico, metal e vidro.

 

            Repensar: Repensar o papel enquanto cidadão na sociedade entendendo que um mau hábito individual pode gerar transtornos coletivos.

            Devemos exercer nossa cidadania, e para isso, é necessário que fiquemos atentos às nossas atitudes de responsabilidade com relação aos cuidados que devemos ter com o lixo.

            Repensar valores é fundamental, pois a situação atual exige de  cada um de nós, uma nova forma de olharmos o mundo, mais solidária, consciente da gravidade dos problemas ambientais.